carregando

O seu negócio usa o email marketing para se comunicar com clientes? Então esse artigo é para você! Confira abaixo 7 dicas para fazer email marketing da forma correta.

Você também pode gostar de ler:

Guia de Primeiros Passos Para Começar a Anunciar na Internet

O Que Faz Uma Agência de Marketing Digital

 

7 dicas paa fazer email marketing do jeito certo

 

Tem muita empresa que envia spam achando que isso é fazer email marketing!

 

Antes de começar a fazer email marketing, pense nas mensagens que você mesmo recebe! Você mesmo já deve ter recebido coisas assim:

😩 Emails de empresas que você nem conhece, com conteúdos que não te interessam.

😡 300 ofertas por dia enviadas pela mesma empresa, a ponto que você não lê mais nenhuma mensagem desse remetente.

😖 Mensagens sobre produtos que você nunca compraria

 

Quando a gente vê mensagens assim, a tendência é nem abrir. Ou pior ainda, a gente pode marcar o remetente como spam. Veja abaixo alguns dados sobre esses emails mandados da forma errada:

 

79% dos emails no Brasil são bloqueados como spam

❌ Apenas cerca de 19% das mensagens chegam na caixa de entrada

 

Sua empresa deve evitar a todo custo entrar nas estatísticas acima! Os spans não geram resultados efetivos, só desperdício de tempo e dinheiro. Por isso, ao enviar mensagens desse tipo, você vai acabar passando uma imagem negativa da sua marca.

 

 

Por que o email o marketing funciona?

 

Tem muito empresário que pensa: “o email marketing não funciona mais, agora os meus clientes só usam as mídias sociais”.

Em primeiro lugar, se o email marketing não for criado da forma correta, não dá para esperar que ele dê bons resultados. Mas isso não quer dizer que o email marketing não funciona!

Em segundo lugar, é verdade que as mídias sociais só crescem. Mas acompanhe também as pesquisas sobre o uso de email marketing. Você vai ver, esse canal de comunicação também oferece excelentes oportunidades:

 

72% dos consumidores preferem usar o email como canal de comunicação com empresas (MarketingSherpa).

Emails são 40% mais efetivos para conseguir novos clientes do que o Facebook ou o Instagram (CampaignMonitor)

☑ Mensagens de email têm 5x mais chances de serem lidas do que posts no Facebook (Radicati).

☑ Mais de 50% dos usuários de email costumam ler as mensagens que recebem (HubSpot)

☑ Em 2017, cerca de 1,38 milhões de emails são enviados por mês ao redor do mundo (MarketingLand)

 

Entendeu por que você pode conseguir novas oportunidades de negócio através do email? Certo, então agora sim, vamos às 7 dicas para fazer email marketing de verdade (não spam!). Siga sempre essa lista de boas práticas para a sua empresa receba mais oportunidades de negócio através do email.

 

Dica 1 – NUNCA COMPRE LISTAS DE EMAILS

 

O que vale mais? 🤔 Uma lista comprada de 10 mil pessoas que não conhecem sua marca (e talvez nem precisem do seu negócio); ou uma lista de 1.000 pessoas que escolheram receber os conteúdos da sua marca? Qual desses dois grupos tem mais chance de comprar? Com certeza é o segundo grupo!

A primeira regra de ouro para criar um email marketing de sucesso é: envie mensagens apenas pra quem aceitou previamente receber o seu conteúdo.

Não leve em consideração apenas o volume de emails da sua lista. É melhor você pensar primeiro na qualidade dessa lista. Sabe por quê? Pode ser que a maior parte dos endereços dali nem existam (esse é um dos fatores pra você ser classificado como spam).

 

Dica 2 – USE FERRAMENTAS PROFISSIONAIS DE ENVIO

 

Ainda tem gente que usa a própria plataforma de emails da empresa para fazer email marketing” (colando a lista de clientes em cópia). Essa prática pode ser muito nociva para a marca!

Um dos critérios para que um remetente seja classificado como spam é justamente a quantidade exagerada de endereços em cópia. Por isso, caso você envie o seu email marketing da forma errada, sua mensagem pode ir parar na caixa de spam.

Veja aqui mais informações sobre como evitar ser classificado como spam (UOLHost)

Além disso, não será possível medir os resultados concretos desse disparo. Quantas pessoas abriram sua mensagem? Quantas pessoas clicaram em links? Quantas pessoas efetivamente compraram por causa do email marketing? As plataformas pra uso individual não fornecem esses dados para você medir a performance dos disparos.

A segunda regra de ouro para fazer e-mail marketing é: nunca dispare os seus emails pelo outlook, gmail ou outras plataformas projetadas para uso individual!

Existem diversas ferramentas profissionais para enviar email marketing. Se você buscar pelo Google você vai encontrar uma extensa gama de opções. Quer saber qual se adapta melhor ao seu negócio e ao seu orçamento? Entre em contato com a Digimeta para bater uma papo com nosso time de especialistas.

 

 

Dica 3 – CRIE SUA LISTA DE EMAILS E SEGMENTE O SEU PÚBLICO

 

Ao invés de comprar uma lista de e-mails, sua empresa deve criar sua própria lista de endereços. Como fazer isso? Existem diversas maneiras. Você pode criar landing pages e formulários de inscrição no seu site, além de captar leads através de anúncios pelas mídias sociais (entre outros).

No momento da criação da sua lista, quanto mais informações você tiver do cliente, melhor. Assim você vai conseguir segmentar essa lista em grupos de interesse mais específicos.

POR EXEMPLO: suponha que você tem uma loja de roupa. Seria bem importante saber a idade e o sexo de pessoa que forneceu o email. Dessa maneira, você vai conseguir criar mensagens bem mais relevantes!

 

 

Dica 4 – CRIE CONTEÚDOS QUE AGREGUEM VALOR PARA SEUS LEITORES

 

Ninguém gosta de pessoas que só ficam falando de si mesmo, não é verdade? A mesma coisa vale para a comunicação da sua empresa no momento de fazer email marketing. Por isso, evite enviar mensagens que falam apenas sobre o quão bom é seu produto/serviço.

Não seja um vendedor que empurra algo que o cliente não quer. Seja um facilitador que ajuda os clientes a resolverem seus problemas. Ao aliar essa prática com uma lista bem construída, é possível entregar mensagens que facilitam a vida dos seus clientes.

– POR EXEMPLO: suponha que sua empresa é uma imobiliária. Você poderia segmentar sua lista de emails pelo tamanho da casa que as pessoas procuraram no seu site. Assim seria possível personalizar os conteúdos do e-mail marketing. Para a lista de pessoas que procuraram quitinetes, você poderia enviar “Nem sempre casa mobiliada é mais cara! Descubra o porquê”. Para a lista de pessoas que procuraram casas em condomínios de luxo, você poderia enviar “Conheça todos os condomínios cinco estrelas da cidade”

 

 

Dica 5 – VÁ DIRETO AO PONTO: QUANTO MAIS SIMPLES, MELHOR

 

O nosso tempo anda cada vez mais precioso. Para seus clientes é a mesma coisa. Qual é o objetivo da sua mensagem? Deixe isso claro desde o início, construindo um título chamativo que represente o conteúdo do seu email marketing.

Vai divulgar uma oferta? Diga já no título qual é o tipo de oferta, na mensagem, apresente os produtos e valores sem se alongar muito. Vai enviar algum documento em anexo? Diga para o leitor que a sua mensagem contém algo para baixar.

 

 

Dica 6 – CRIE UMA MENSAGEM VISUALMENTE CHAMATIVA

 

O design é fundamental para reter a atenção do seu leitor. Por isso, elabore uma mensagem que salta aos olhos antes mesmo do início da leitura. Além de reafirmar a identidade visual da sua marca, você pode incluir botões chamativos (CTA’s), levando a páginas específicas do seu site.

CUIDADO: é perigoso fazer email marketing composto somente de imagens. Pois não é certeza que todas as pessoas vão conseguir abrir as imagens. Para garantir que seu recado vai chegar para a maior quantidade de leitores, deixe as informações mais importantes em formato de texto.

O ideal é mesclar o conteúdo de texto com imagens relevantes. Assim a leitura fica mais agradável e seu email fica mais rico.

 

 

Dica 7 – SEMPRE ANALISE OS RESULTADOS E FAÇA MELHORIAS

 

Sem analisar os resultados não é possível descobrir se você está no caminho certo! Por isso a importância de usar ferramentas profissionais pra fazer email marketing. Confira abaixo as principais métricas:

 

Emails entregues

Com esse número você pode medir a qualidade da lista de emails e da sua segmentação, avaliando se a frequência dos envios está correta.

Taxa de abertura

Quantidade de mensagens lidas em relação à quantidade de mensagens enviadas. Aqui é possível avaliar a qualidade dos temas, dos títulos e da segmentação.

Taxa de cliques

É a relação entre as mensagens lidas e a quantidade de engajamento com elas. Aqui você pode medir a qualidade do layout, do texto e da relevância do seu email.

Conversões

Quantidade de vezes que o objetivo do email foi alcançado: seja a abertura de uma página, o download de algum arquivo, uma compra online, etc. Aqui você mede o resultado efetivo da sua campanha de email marketing.

 

A análise desses números pode variar bastante de acordo com o objetivo da sua campanha e o seu objetivo final. No entanto, existem alguns macetes que costumam gerar métricas melhores em quase todas as campanhas:

Use o seu nome como remetente (não a marca da empresa), pois isso costuma gerar maiores taxas de abertura.

Use o nome do seu cliente sempre que possível, pois a taxa de cliques pode ser até 14% melhor.

 

 

A partir de agora, siga as dicas acima ao fazer email marketing para sua empresa. Você vai ver que os resultados serão bem melhores!

Quer bater um papo sobre as melhores maneiras de otimizar o email marketing da sua empresa? Nossa equipe de especialistas em marketing digital com certeza pode ajudar!

Please leave this field empty.

Copyright © 2017 Digimeta Internet Marketing - Agência Digital

Fale conosco! - Estamos aqui para ajudar.